Principal / Saúde e Bem Estar / Suplementos de cálcio podem fazer mal ao coração
calcio

Suplementos de cálcio podem fazer mal ao coração

Um novo estudo mostra a relação entre piora da função cardiovascular através da ingestão de suplementos de cálcio, porém não prova sua relação de causa e efeito.

Uma nova pesquisa sugere que o cálcio na forma de suplementos em substituição aos alimentos ricos neste nutriente, pode ter um impacto nocivo sobre o coração.

O estudo não pode provar que os suplementos ajudam a causar problemas cardíacos, mas seus autores acreditam que a descoberta deve trazer reflexão aos consumidores.

Quando se trata de usar suplementos vitamínicos e minerais, particularmente os suplementos de cálcio, muito usados para a saúde óssea, muitas pessoas acham que essa é a melhor opção“, disse a Dra. Erin Michos.

Mas nosso estudo acrescenta ao corpo de evidências que o excesso de cálcio sob a forma de suplementos pode prejudicar o coração e o sistema vascular“, disse Michos em um comunicado da Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins em Baltimore.

Ela é diretora associada de cardiologia preventiva no Centro Ciccarone da Escola para a Prevenção de Doenças Cardíacas.

Cerca de 43% dos adultos americanos tomam algum um suplemento que inclui cálcio, de acordo com os EUA National Institutes of Health. E mais da metade das mulheres com mais de 60 anos tomam suplementos de cálcio para reduzir o risco de osteoporose.

No novo estudo, a equipe de Michos analisou dados de 10 anos de testes médicos em mais de 2.700 adultos em um estudo financiado pelo governo dos EUA para doenças cardíacas. Os participantes variaram em idade de 45 a 85 anos, e foram questionados sobre a sua dieta diária e os suplementos que tomaram.

Os participantes também foram submetidos a tomografias para medir a calcificação de suas artérias – um conhecido fator de risco cardíaco.

Após análise dos fatores que incluíram educação, exercício, peso e renda, a pesquisa mostrou que as pessoas dentre as cinco maiores consumidoras de cálcio – de qualquer fonte – tinham um risco 27% menor de doença cardíaca, em comparação com as que ingeriam menos.

No entanto, essa estatística olhou para a ingestão total de cálcio em pessoas que tomaram o nutriente proveniente de alimentos e / ou suplementos.

Indo mais longe, Michos e seus colegas separaram a ingestão de cálcio por fonte.

Eles descobriram que as pessoas que tomaram suplementos de cálcio tiveram um aumento significativo no risco de acúmulo de placa em suas artérias, bem como em suas chances de doença cardíaca, em comparação com as pessoas que não tomaram os suplementos.

A equipe de Michos acredita que as descobertas aumentam a preocupação crescente com os potenciais danos dos suplementos de cálcio em oposição ao cálcio dos alimentos. Os pesquisadores acreditam que as pessoas devem conversar com um médico bem informado antes de tomar os suplementos.

No entanto, enquanto suplementos de cálcio podem representar um risco para o coração, os alimentos que são naturalmente ricos em cálcio não o são – e podem até ajudar a proteger o coração, afirmam os pesquisadores.

De acordo com a National Osteoporosis Foundation, alimentos ricos em cálcio incluem leite e diversos produtos lácteos, brócolis, laranjas e feijão, entre outros.

Há claramente algo diferente na forma como o corpo reage e responde a suplementos versus a ingestão através da alimentação, o que o torna mais arriscado. Pode ser que os suplementos contenham sais de cálcio, ou sejam administrados através de uma grande dose de uma só vez, sendo o corpo incapaz de processa-la “, disse o co-autor do estudo, John Anderson, no comunicado à imprensa. Ele é professor emérito de nutrição na Universidade da Carolina do Norte.

Michos acrescentou: “Com base nessa evidência, podemos dizer aos nossos pacientes que não parece haver nenhum mal em praticar uma dieta saudável para o coração, o que inclui alimentos ricos em cálcio, sendo essa prática benéfica para a saúde cardíaca. Pacientes devem realmente discutir um plano para ingestão de suplementos de cálcio com o seu médico para classificar uma dosagem adequada ou se realmente eles são necessários.

O Conselho para a Nutrição Responsável representa os fabricantes de suplementos. Em uma declaração, Duffy MacKay, vice-presidente sênior de assuntos científicos e regulatórios no CRN, abordou o estudo classificado como “cálcio total”.

Este estudo observacional demonstrou que as pessoas com o maior consumo total de cálcio de alimentos e suplementos alimentares tinham o menor risco de calcificação da artéria coronária“, disse ele. “Isso confirma a segurança da suplementação de cálcio para a saúde cardíaca, que tem sido a conclusão de vários grandes estudos nos últimos anos.”

No entanto, um especialista em coração que analisou os novos resultados discordou dos resultados. Dr. Suzanne Steinbaum disse que a conclusão do estudo é diferente quando o foco é colocado somente nos suplementos.

Os suplementos de cálcio têm sido questionados há muito tempo quando se trata do desenvolvimento de doenças cardíacas“, disse Steinbaum, que dirige a Women’s Heart Health no Lenox Hill Hospital, em Nova York. “É claro que o excesso de cálcio, que muitas vezes é o resultado da suplementação, pode ser perigoso para a saúde do coração. Suplementos de cálcio não devem ser considerados seguros apenas porque eles poderiam ser comprados em balcão“, acrescentou. “O verdadeiro risco de doença cardíaca deve ser considerado e opções ou alternativas exploradas.”

Dr. Howard Selinger é presidente da medicina da família na Escola de Medicina Netter da Universidade de Quinnipiac em North Haven, Connecticut. Ele analisou o novo estudo e observou que outros dados sugeriram que os suplementos de cálcio também podem aumentar as probabilidades de prejudicar um paciente de cálculos renais.

Por causa deste risco e do risco potencial para a doença de coração, “eu recomendo somente a meus pacientes o cálcio em uma forma natural – vegetais de folhas verdes [quanto mais verde-escuro, melhor] e produtos lácteos, quando este é tolerado,” diz Selinger.

A doença coronariana mata mais de 370 mil americanos por ano, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

O estudo foi publicado na edição de 10 de outubro do Journal of American Heart Association.

Deixe seu Comentário!

Sobre Nutrição & Musculação

Nutrição & Musculação
É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo autoral e traduções sem prévia autorização.

Veja Também

agua-alcalina

Filtro de água alcalina ionizada – Mito ou Verdade?

Sabe do que depende a vida? -OXIGÊNIO -ÁGUA -NUTRIENTES Nesta ordem de importância. Você pode …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
Close