Principal / Nutrição / Dietas / O que é Dieta Cetogênica? Realmente funciona?
Dieta Cetogênica

O que é Dieta Cetogênica? Realmente funciona?

O que você acha de ganhar massa muscular e queimar gordura com a mesma dieta? E que tal ter mais energia para realizar suas atividades diárias? Estamos falando da dieta cetogênica.

Já foram escritos diversos livros sobre este assunto e o mundo ainda não entende o valor desta dieta. É comum ouvir os mesmos comentários: “Cara, essa dieta é ruim para você.” ou “Você vai ficar com o colesterol alto e é capaz de ter um ataque cardíaco.”. De onde sai esses questionamentos? De uma falta de conhecimento! A maior parte do tempo nós tememos aquilo que não entendemos, então nós estamos aqui para esclarecer vocês sobre o assunto e, esperamos, te deixar com uma compreensão melhor sobre esta dieta.

O problema mais comum hoje em dia é o que comemos. O homem moderno parece ter se envolvido tanto em processar os alimentos que eles ficaram realmente ruins para nós. Muitos anos atrás, o homem comia carne! Esta era sua dieta. Ele se despedia da sua família e ia caçar algum animal selvagem para comer. Não havia trigo processado, açúcar refinado ou glutamato monossódico para se preocupar.

Benefícios

Antes de qualquer coisa, vamos falar sobre alguns benefícios que consideramos mais interessantes de se fazer uma dieta cetogênica, apesar de haver muitos.

  • Maior perda de gordura
  • Maior nível de energia
  • Menor sensação de fome quando estamos em cutting

Como funciona uma Dieta Cetogênica

Dieta CetogênicaO objetivo desta dieta é forçar seu corpo a entrar e ficar em um estado de ausência de glicogênio e manter um estado moderado de cetose (queima de gordura para energia). Para isso, você precisa aumentar o consumo de gordura e restringir os carboidratos ao máximo.

Em uma dieta a base de carboidratos, os carboidratos são convertidos em glicose e isso é o que o corpo vai usar como principal fonte de energia. A glicose que não é usada para energia é convertida em glicogênio e guardada no fígado para uso futuro. Mas quando o espaço acaba, há um “vazamento” e o excesso é guardado como tecido adiposo, ou gordura, como todos a conhecem. Você sabe, aquela coisa ao redor da nossa cintura que tememos e chamamos de “pneuzinhos”. Nós achamos que isso é prova definitiva de que você engorda não por comer gordura, mas, carboidratos em excesso. “Mas eu não como muito e ainda assim eu engordo.” Isso é possível por causa de uma intolerância a insulina. Você ficaria surpreso com quantas pessoas por aí são quase diabéticos. Quantas pessoas obesas você vê hoje em dia? Pergunte a alguma delas o que elas comem e  as quantidades, eu aposto que você vai se surpreender com as respostas. Eu descobri que a maior parte das pessoas tem dificuldades com seu peso por causa da intolerância à insulina, especialmente quando o processo de envelhecimento começa a pesar.

O que eu acho interessante é que você pode controlar esse problema de insulina com essa dieta. Nós encaramos muitos problemas relacionados a carboidratos, como a diabetes, doenças cardíacas e pressão alta, que se devem, em grande parte, à insulina em excesso. Nos últimos 10 a 15 anos, os cientistas perceberam que distúrbios metabólicos que costumam acontecer com os obesos são causados por uma forma de resistência à insulina. A insulina é um hormônio cuja concentração sobe e desce de acordo com o que comemos. É melhor controlar a insulina de forma positiva para nós, o que cobriremos em outra matéria, por exemplo, depois de uma sessão de musculação.

Mais Energia

Mulher TreinandoAcredite se quiser, a glicose não é o combustível preferido pelo corpo. Nós o alimentamos com carboidratos constantemente e o problema é que os carboidratos não são eficientes e de queima fácil. Você pode comparar seu corpo com seu carro. Você gostaria de colocar um combustível de menor qualidade no tanque quando ele precisa do de melhor qualidade? O que aconteceria?  Barulhos estranhos, poucos quilômetros por litro, válvulas sujas… logo o carro todo ficaria mais lento. O mesmo acontece com o corpo. Depois de alguns dias sem carboidratos, muitos dos casos de estudo disseram sentir mais energia, ao ponto de estarem subindo pelas paredes. Com toda a energia nutricional de um grama de gordura (guardada ou consumida), será que é de se espantar? Formas livres de ácidos graxos são as melhores formas de combustível, na verdade. Mas com dietas a base de carboidratos, o corpo raramente vai usá-los, já que a glicose não só está mais acessível como também é mais fácil de usar. O corpo vai seguir o caminho mais rápido, mas nem sempre o melhor, para conseguir energia. É realmente simples. Se nós o dermos carboidratos, ele vai usar carboidratos. Se nós o dermos gorduras, ele vai usar gorduras. É preciso menos energia para queimar carboidratos, 4 calorias por grama, do que gordura, 9 calorias por grama.  Então o corpo só vai usar os estoques de gordura se for forçado. Isso vai ser explicado mais pra frente.

Menos fome durante o cutting

É bem simples, na verdade. A gordura tem mais valor nutricional do que os carboidratos. A gordura demora mais para ser digerida, logo você se sente saciado por mais tempo. Quando você alimenta o corpo com gorduras, ele te diz que está feliz e satisfeito.

Homem ComendoQuando você come uma refeição baseada em carboidratos, você já sente fome novamente pouco tempo depois. Você pode comparar isso com o velho ditado “É como comer comida chinesa, você vai ficar com fome uma hora depois.”. Um pico de insulina vai causar letargia (cansaço excessivo) e te deixar com fome logo depois. Já reparou que logo depois de uma refeição de carboidratos, como um grande prato de macarrão, você se sente cansado? E como uma hora depois você já está petiscando de novo? Isso é comum em uma dieta à base de carboidratos. Tudo se resume a uma coisa: insulina. Para ser mais preciso, é um distúrbio químico sobre o qual já falamos, chamado hiperinsulinismo. Ele se deve, em grande parte, ao açúcar e aos carboidratos mais simples que consumimos hoje em dia. Mais uma vez, não é da natureza do homem comer o açúcar altamente refinado que temos hoje em dia, e é isso que está nos envenenando aos poucos.

Lembra da última vez que você fez uma dieta? Lembra da sensação de fome que você sempre tinha, da dificuldade que você teve por nunca estar satisfeito com o que você comeu? Pode ter acontecido de você querer acabar com a tristeza da dieta e só comer de uma vez. Eu tenho certeza de que todos já enfrentamos isso uma vez ou outra. É nessa hora que essa dieta entra em ação. Pense um pouco… comidas saborosas e gordurosas para satisfazer seus desejos. Tentador, não?

Veja a segunda parte dessa série
Dieta Cetogênica – Cutting

Até a próxima, fique firme!

Fonte de pesquisa: Bodybuilding.com

Deixe seu Comentário!

Veja Também

vitaminas-minerais

Vitaminas e minerais: essenciais no equilíbrio metabólico e na composição do músculo

Quando falamos de alimentação, percebo que existe uma grande preocupação de muitas pessoas em relação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
Close