Principal / Mundo Fitness / Ciclismo / 19 de agosto é o Dia Nacional do Ciclista: saiba como pedalar com segurança
dia-do-ciclista

19 de agosto é o Dia Nacional do Ciclista: saiba como pedalar com segurança

As bicicletas estão invadindo as cidades brasileiras, e têm se confirmado como um transporte alternativo cada vez mais utilizado. Contudo, os ciclistas também precisam observar regras de trânsito e devem utilizar equipamentos para garantir a segurança.

O Dia Nacional do Ciclista é comemorado em 19 de agosto, data criada para homenagear o biólogo e ciclista brasiliense Pedro Davison, que foi vítima da violência no trânsito em 2006, no Distrito Federal. A data ainda não é oficial, pois o projeto de lei, já aprovado desde 2008, está aguardando votação no senado federal. Já a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) instituiu o dia 8 de dezembro como a data oficial do Ciclista, pois é o dia da padroeira dos ciclistas, Madonna Del Ghisallo. Existem ainda outras datas comemorativas, como 15 de abril, Dia Internacional do Ciclista.

Transporte alternativo

Apesar dos índices de violência no trânsito ainda serem altos, o número de ciclistas no país continua a crescer. Estatísticas apontam que são mais de 50 milhões de bicicletas em circulação, utilizadas não apenas para lazer, ou esportes, mas como opção ao transporte público nas grandes cidades. Por conta disso, as discussões a respeito da construção de ciclofaixas e da instituição de políticas de mobilidade urbana têm aumentado muito no Brasil e fomentado debates intensos. O país já conta com quase 1700 km de ciclovias, especialmente nas regiões das capitais. Brasília é a cidade com maior estrutura cicloviária (440 km), seguida pelo Rio de Janeiro (374 km), São Paulo (270 km) e Curitiba (181 km).

A bicicleta é considerada o meio de transporte mais saudável do mundo, e é utilizado tanto para passeio, esportes e para a locomoção diária para locais de trabalho e estudo. Substituir os meios de transporte convencionais pela bicicleta pode oferecer vários benefícios à saúde. Além do aumento do gasto calórico por meio do esforço físico, o ciclista diminui o nível de estresse e produz mais endorfina. A possibilidade de fugir de engarrafamentos também representa maior qualidade de vida, pois a pessoa diminui os tempos de deslocamento, e ainda economiza. Apesar das discussões e tensões entre motoristas de carro e ciclistas, muitos estão deixando seus automóveis em casa para usar a bicicleta.

Pedalando com segurança

Tanto os ciclistas de primeira viagem, quanto os mais experientes precisam tomar alguns cuidados essenciais para garantir a segurança de todos. Primeiramente, a bicicleta é vista pelo Código Brasileiro de Trânsito (CBT) como um veículo. Portanto, o ciclista tem que respeitar as placas de sinalização e sinais de trânsito, se mantendo sempre na mão correta de direção, de acordo com os demais veículos. Andar na contramão é infração grave. Tanto as bicicletas como os pedestres, têm sempre a preferência sobre automotores. Isso é o que determina a lei, mas não necessariamente é cumprido por motoristas.

bike-capaceteSegundo a lei, os ciclistas devem circular por ciclovias, ciclofaixas, e acostamentos, mas, quando não houver, devem se manter no canto direito da rua ou pista, seguindo o sentido dos outros veículos. Para evitar maiores acidentes, o ciclista também precisa prestar atenção a conversões e cruzamentos, que são pontos com maiores índices de acidente. Ele também deve sempre sinalizar com as mãos quando for realizar alguma manobra ou desvio. Para maior proteção, ciclistas em grupo devem trafegar em fila.

São importantes ainda os acessórios para bicicleta como óculos ou viseira, joelheiras e cotoveleiras, luvas, além de roupas específicas. Para quem pedala à noite, são indicados casacos e coletes que brilham no escuro. Para garantir a segurança, o capacete para bicicleta é um dos itens essenciais. Ele pode reduzir em até 90% o perigo de um traumatismo craniano em caso de queda ou outro tipo de acidente. A bike também precisa estar equipada com alguns itens obrigatórios como espelho retrovisor instalado no lado esquerdo, buzina e farol noturno, além de refletores laterais, frontais e traseiros (olhos de gato), bem como sinalização noturna nos pedais. O ciclista deve ainda observar se os pneus estão sempre cheios, mantendo a bicicleta em boas condições em todas as suas situações de uso. Em relação à saúde, é importante manter-se sempre hidratado ao longo do percurso.

Veja também
– 10 benefícios de andar de bicicleta

Carioca residente em São Paulo, Renata Cardoso, professora de cenografia, se tornou adepta da bicicleta há pouco mais de um ano, mas já tem uma coleção de incidentes e problemas que sofreu com motoristas. “A vida melhora muito quando você usa a bike para se locomover pela cidade, especialmente em São Paulo, onde o trânsito é caótico. Mas, ao mesmo tempo, enfrentamos tanto preconceito e rejeição por parte dos motoristas que nos sentimos reféns”. Em um relato postado em um site de rede social, Renata conta que um motorista jogou o carro em cima dela e de sua bicicleta, invadindo o espaço da ciclovia. “Ele fez de propósito, e eu realmente temi pela minha vida. Depois, ele arrancou com o carro e não pude anotar a placa. É uma pena que essas pessoas não entendam que o aumento de ciclistas vai deixar o trânsito melhor, beneficiando inclusive os próprios motoristas”, comenta.

Deixe seu Comentário!

Sobre Nutrição & Musculação

Nutrição & Musculação
É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo autoral e traduções sem prévia autorização.

Veja Também

carol-saraiva

Carol Saraiva ostenta bronzeado: “É a alimentação”

Carol Saraiva ostenta um corpo perfeito e curvas praticamente desenhadas, mas tem outra coisa que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
Close